jusbrasil.com.br
27 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - HABEAS CORPUS: HC 117938 SP - SÃO PAULO 9988564-28.2013.1.00.0000

Supremo Tribunal Federal
há 8 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

HC 9988564-28.2013.1.00.0000 SP - SÃO PAULO 9988564-28.2013.1.00.0000

Órgão Julgador

Primeira Turma

Partes

PACTE.(S) PEDRO LUIZ TEIXEIRA, IMPTE.(S) SERGIO LUIZ DE ANDRADE (118417/SP), COATOR(A/S)(ES) RELATOR DO RESP Nº469315 DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Publicação

DJe-030 13-02-2014

Julgamento

10 de Dezembro de 2013

Relator

Min. ROSA WEBER

Documentos anexos

Inteiro TeorSTF_HC_117938_dd191.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

EMENTA HABEAS CORPUS. DIREITO PENAL E PROCESSO PENAL. NÃO ESGOTAMENTO DA JURISDIÇÃO. HOMICÍDIO QUALIFICADO. CRIME COMETIDO ANTES DA VIGÊNCIA DAS LEIS 8.072/1990 e 8.930/1994. INDULTO. COMUTAÇÃO DE PENA. DECRETO N.º 2.838/1998. 1.

Há óbice ao conhecimento de habeas corpus impetrado contra decisão monocrática de Ministro Relator do Superior Tribunal de Justiça, em que dado provimento ao recurso especial do Parquet interposto naquela Corte, cuja jurisdição não se esgotou.
2. Tratando-se o indulto de ato discricionário do Presidente da República, restrito, portanto, às condições estabelecidas em decreto presidencial, a vedação de sua concessão aos apenados por crimes hediondos, ainda que cometidos antes da vigência das Leis 8.072/1990 e 8.930/1994, não configura violação do princípio da irretroatividade da lei penal mais gravosa. Precedentes.
3. A aferição da natureza do crime, para concessão do indulto, há de se fazer na data da edição do decreto presidencial respectivo, não na do cometimento do delito. Precedentes.
4. Habeas corpus extinto sem resolução de mérito. ( HC 117938, Relator (a): Min. ROSA WEBER, Primeira Turma, julgado em 10/12/2013, PROCESSO ELETRÔNICO DJe-030 DIVULG 12-02-2014 PUBLIC 13-02-2014)

Acórdão

Por maioria de votos, a Turma julgou extinta a ordem de habeas corpus, nos termos do voto da Relatora, vencido o Senhor Ministro Marco Aurélio, que conhecia, mas denegava a ordem. Ausente, justificadamente, o Senhor Ministro Dias Toffoli. Presidência do Senhor Ministro Luiz Fux. 1ª Turma, 10.12.2013.

Referências Legislativas

Observações

- Acórdão (s) citado (s): (HC, CONTRARIEDADE, DECISÃO MONOCRÁTICA) HC 95978 AgR (1ªT), HC 105063 (1ªT). (HC, SUCEDÂNEO, REVISÃO CRIMINAL) HC 103811 (1ªT). (INDULTO, PRINCÍPIO DA IRRETROATIVIDADE DA LEI PENAL MAIS GRAVOSA) HC 74354 (1ªT), RE 274265 (2ªT), RHC 84572 (1ªT), HC 94679 (2ªT). Número de páginas: 12. Análise: 17/02/2014, IVA. Revisão: 25/02/2014, GOD.
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/865087379/habeas-corpus-hc-117938-sp-sao-paulo-9988564-2820131000000

Informações relacionadas

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciaano passado

Supremo Tribunal Federal STF - AG.REG. NO RECURSO ORDINÁRIO EM HABEAS CORPUS: RHC 174667 MS 0033329-82.2019.3.00.0000

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 2 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AG.REG. NO HABEAS CORPUS: HC 191462 SC 0103244-55.2020.1.00.0000

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 2 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AG.REG. NO RECURSO ORDINÁRIO EM HABEAS CORPUS: RHC 189446 SP 0085515-48.2020.3.00.0000

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 2 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 5874 DF

Carla Setúbal, Advogado
Notíciashá 3 anos

Do indulto presidencial