jusbrasil.com.br
30 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - EMB.DECL. NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO: ED RE 249003 RS - RIO GRANDE DO SUL

Supremo Tribunal Federal
há 6 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

ED RE 249003 RS - RIO GRANDE DO SUL

Órgão Julgador

Tribunal Pleno

Partes

RECDO.(A/S) CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF, RECDO.(A/S) HERNANDES RHEINGANTZ

Publicação

DJe-093 10-05-2016

Julgamento

9 de Dezembro de 2015

Relator

Min. EDSON FACHIN

Documentos anexos

Inteiro TeorSTF_ED-RE_249003_75489.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

EMBARGOS DECLARATÓRIOS E AGRAVO REGIMENTAL EM RECURSO EXTRAORDINÁRIO. EFEITOS INFRINGENTES. CONVERSÃO DO EMBARGOS DECLARATÓRIOS EM AGRAVOS INTERNOS. JULGAMENTO CONJUNTO. RECEPÇÃO DO ART. 12 DA LEI 1.060/50. ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA. RECUPERAÇÃO DA CAPACIDADE CONTRIBUTIVA.

1. De acordo com a jurisprudência do STF, as custas dos serviços forenses se dividem em taxa judiciária e custas em sentido estrito. Precedentes.
2. O art. 12 da Lei 1.060/50 foi recepcionada quanto às custas processuais em sentido estrito, porquanto se mostra razoável interpretar que em relação às custas não submetidas ao regime tributário, ao “isentar” o jurisdicionado beneficiário da justiça gratuita, o que ocorre é o estabelecimento, por força de lei, de uma condição suspensiva de exigibilidade.
3. Em relação à taxa judiciária, firma-se convicção no sentido da recepção material e formal do artigo 12 da Lei 1.060/50, porquanto o Poder Legislativo em sua relativa liberdade de conformação normativa apenas explicitou uma correlação fundamental entre as imunidades e o princípio da capacidade contributiva no Sistema Tributário brasileiro, visto que a finalidade da tributação é justamente a realização da igualdade.
4. Agravos regimentais providos, para fins de consignar a recepção do artigo 12 da Lei 1.060/50 e determinar aos juízos de liquidação e de execução que observem o benefício da assistência judiciária gratuita deferidos no curso da fase cognitiva. ( RE 249003 ED, Relator (a): Min. EDSON FACHIN, Tribunal Pleno, julgado em 09/12/2015, ACÓRDÃO ELETRÔNICO DJe-093 DIVULG 09-05-2016 PUBLIC 10-05-2016)

Acórdão

Suscitada pelo Ministro Cezar Peluso a não recepção do art. 12 da Lei n. 1.060/50, a Turma decidiu remeter os presentes embargos de declaração no recurso extraordinário a julgamento do Tribunal Pleno. Unânime. 1ª Turma, 26.08.2003. Decisão: O Tribunal, por maioria, vencido o Ministro Marco Aurélio, recebeu os embargos de declaração como agravo regimental e a este, por unanimidade, deu provimento a fim de assentar a recepção do art. 12 da Lei nº 1.060/50, bem como determinar aos juízos de liquidação e de execução que observem o benefício da assistência judiciária gratuita deferido no curso da fase cognitiva, ficando as partes ora agravantes exoneradas de ônus sucumbenciais, nos termos do artigo recepcionado. Presidiu o julgamento o Ministro Ricardo Lewandowski. Plenário, 09.12.2015.

Referências Legislativas

Observações

- Acórdão (s) citado (s): (EMBARGOS DE DECLARAÇÃO, CONVERSÃO, AGRAVO REGIMENTAL) AI 371802 ED (2ªT), RE 343346 ED (2ªT). (HONORÁRIOS, BENEFÍCIO, ASSISTÊNCIA JURÍDICA GRATUITA) RE 308691 ED (1ªT), RE 309909 AgR (1ªT). (CUSTAS, HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS, SUCUMBÊNCIA) RE 226855 (2ªT), RE 273704 AgR (2ªT), RE 271265 AgR (2ªT), RE 331259 AgR (1ªT). (TAXA JUDICIÁRIA, NATUREZA JURÍDICA) Rp 1077 (TP), ADI 1145 (TP), ADI 948 (TP). (CUSTAS, SERVIÇO FORENSE, DIVISÃO, TAXA JUDICIÁRIA, CUSTAS EM SENTIDO ESTRITO) AI 309883 ED (1ªT). Número de páginas: 38. Análise: 16/05/2016, JRS. Revisado: 26/04/2017, KBP.
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/864052076/embdecl-no-recurso-extraordinario-ed-re-249003-rs-rio-grande-do-sul

Informações relacionadas

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 6 anos

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO: RE 594116 SP

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp 1733696 RJ 2020/0183074-0

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 8 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AgRg no AREsp 329910 AL 2013/0112430-8

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 4 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp 1663193 SP 2017/0066245-1

OAB - Rio de Janeiro
Notíciashá 11 anos

Desembargador do TJ/SP dá verdadeira aula de humanismo