jusbrasil.com.br
12 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
  • Controle Concentrado de Constitucionalidade
  • Decisão de mérito
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 232 RJ

Supremo Tribunal Federal
há 7 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

Tribunal Pleno

Partes

Publicação

Julgamento

Relator

TEORI ZAVASCKI

Documentos anexos

Inteiro TeorSTF_ADI_232_2b3a1.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. ART. 77, XXIII. IMPEDIMENTO À SUBSTITUIÇÃO DE TRABALHADORES DE EMPRESAS PRIVADAS POR SERVIDORES, RESSALVADA A LEGISLAÇÃO FEDERAL. LEGITIMIDADE FORMAL. AUSÊNCIA DE COMPROMETIMENTO DAS COMPETÊNCIAS DO GOVERNADOR DO ESTADO. MERA EXPLICITAÇÃO DE PRÁTICA DESABONADA PELA CONSTITUIÇÃO FEDERAL.

1. A experiência jurisprudencial dessa Suprema Corte consolidou ao longo do tempo o entendimento de que as regras básicas do processo legislativo presentes na Constituição Federal incorporam noções elementares do modelo de separação (e interação) dos poderes públicos constituídos, o que as torna de observância mandatória no âmbito das ordens jurídicas locais, por imposição do art. 25 da CF.
2. Desde que (a) respeitadas as linhas básicas que regem a relação entre poderes na Federação - no que se incluem as regras de reserva de iniciativa - e desde que (b) o parlamento local não suprima do Governador de Estado a possibilidade de exercício de uma opção política legítima dentre aquelas contidas na sua faixa de competências típicas, pode a Constituição Estadual dispor de modo singular a respeito do funcionamento da respectiva Administração Pública.
3. O inciso XXIII do art. 77 da Constituição do Estado do Rio de Janeiro não retira do Governador do Estado uma alternativa viável de aproveitamento dos servidores locais, mas apenas proíbe que a substituição dos grevistas venha a ser implementada para servir a pretextos outros, que não a emergencialidade.
4. Ação direta de inconstitucionalidade julgada improcedente.

Acórdão

O Tribunal, por maioria e nos termos do voto do Relator, julgou improcedente o pedido formulado na ação, vencidos os Ministros Marco Aurélio e Ricardo Lewandowski (Presidente), que julgavam procedente a ação. Plenário, 05.08.2015.

Referências Legislativas

Observações

- Acórdão (s) citado (s): (CONSTITUIÇÃO ESTADUAL, FIXAÇÃO, NORMA, FUNCIONAMENTO, ADMINISTRAÇÃO ESTADUAL) ADI 1164, ADI 3225 (TP). (GREVE, CONTINUIDADE, SERVIÇO PÚBLICO) MI 712 (TP). (CONSTITUIÇÃO ESTADUAL, AFASTAMENTO, INICIATIVA DE LEI, TRIBUNAL DE JUSTIÇA) ADI 3362 (TP). (CONSTITUIÇÃO ESTADUAL, FIXAÇÃO, REGRA, REGIME JURÍDICO, SERVIDOR PÚBLICO) ADI 227 (1ªT), ADI 243 (TP), ADI 1448 (TP), ADI 2931 (TP). Número de páginas: 24. Análise: 24/02/2016, AOR.
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/863995186/acao-direta-de-inconstitucionalidade-adi-232-rj

Informações relacionadas

Rede de Ensino Luiz Flávio Gomes
Notíciashá 14 anos

Cabe controle de constitucionalidade de súmula vinculante? - Ariane Fucci Wady

Rede de Ensino Luiz Flávio Gomes
Notíciashá 14 anos

O Governador de um Estado pode questionar a constitucionalidade de lei ou ato normativo de outro Estado? - Gemima Hojas

Arthur Grimaldi, Bacharel em Direito
Artigoshá 4 anos

O incidente de arguição de inconstitucionalidade

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 8 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 239 RJ

Rede de Ensino Luiz Flávio Gomes
Notíciashá 14 anos

Os fundamentos da ADI proposta contra a exigência de repercussão geral em sede de recurso extraordinário