jusbrasil.com.br
2 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO: RE 253394 SP

Supremo Tribunal Federal
há 19 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

RE 253394 SP

Órgão Julgador

Primeira Turma

Partes

COMPANHIA DOCAS DO ESTADO DE SÃO PAULO - CODESP, ODACIR KLEIN E OUTROS, BENJAMIN CALDAS BESERRA, CÉLIO JULIANO DA SILVA COIMBRA E OUTROS, MUNICÍPIO DE SANTOS, SANTIAGO MOREIRA LIMA

Publicação

DJ 11-04-2003 PP-00037 EMENT VOL-02106-04 PP-00768

Julgamento

26 de Novembro de 2002

Relator

ILMAR GALVÃO

Documentos anexos

Inteiro TeorRE_253394_SP-_26.11.2002.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

TRIBUTÁRIO. IPTU. IMÓVEIS QUE COMPÕEM O ACERVO PATRIMONIAL DO PORTO DE SANTOS, INTEGRANTES DO DOMÍNIO DA UNIÃO.

Impossibilidade de tributação pela Municipalidade, independentemente de encontrarem-se tais bens ocupados pela empresa delegatária dos serviços portuários, em face da imunidade prevista no art. 150, VI, a, da Constituição Federal. Dispositivo, todavia, restrito aos impostos, não se estendendo às taxas. Recurso parcialmente provido.

Resumo Estruturado

- OFENSA, PRINCÍPIO CONSTITUCIONAL, IMUNIDADE RECÍPROCA, FATO, MUNICIPALIDADE, COBRANÇA, IMPOSTO, (IPTU), RELAÇÃO, IMÓVEL, DOMÍNIO PÚBLICO, UNIÃO, DELEGAÇÃO, EMPRESA PRIVADA, OCUPAÇÃO, IMÓVEL, CARÁTER PRECÁRIO. - POSSUIDOR, "ANIMUS DOMINI", RESPONSABILIDADE, PAGAMENTO, TRIBUTO, IMPOSTO, (IPTU), RELAÇÃO, IMÓVEL PRIVADO, DETENÇÃO, POSSE, QUALIDADE, SUBSTITUIÇÃO, PROPRIETÁRIO. - APLICAÇÃO, IMUNIDADE RECÍPROCA, VEDAÇÃO, INCIDÊNCIA, IMPOSTO, (IPTU) , RELAÇÃO, BEM PÚBLICO, USO ESPECIAL. - INAPLICABILIDADE, IMUNIDADE RECÍPROCA, REFERÊNCIA, TAXA, TRIBUTO, NATUREZA REMUNERATÓRIA, SERVIÇO PÚBLICO ESPECÍFICO DIVISÍVEL, IRRELEVÂNCIA, UTILIZAÇÃO, SERVIÇO PÚBLICO, PARTICULAR, PESSOA JURÍDICA, DIREITO PÚBLICO. - INAFASTABILIDADE, IMUNIDADE RECÍPROCA, FATO, BEM PÚBLICO DA UNIÃO, AFETAÇÃO, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL, PODER, CONCESSIONÁRIA, INSTRUMENTO, CONCESSÃO (MIN. SEPÚLVEDA PERTENCE). - INEXISTÊNCIA, RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA, RELAÇÃO, CONCESSIONÁRIA, NEGATIVA, DIREITO, POSSE EXCLUSIVA, BEM PÚBLICO, OCUPAÇÃO, POSSE DIRETA, AUSÊNCIA, DIREITO REAL, JUSTIFICAÇÃO (MIN. MOREIRA ALVES).

Referências Legislativas

Observações

Votação: unânime. Resultado: conhecido parcialmente e nesta parte provido. N.PP.:(11). Análise:(DMV). Revisão:(). Inclusão: 20/02/04, (MLR). Alteração: 27/02/04, (MLR).
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/772193/recurso-extraordinario-re-253394-sp

Informações relacionadas

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 12 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AGRAVO DE INSTRUMENTO: AI 738332 SP

Edvaldo Nilo de Almeida, Advogado
Artigoshá 3 anos

Imunidade tributária recíproca e abrangência da imunidade das empresas públicas

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 15 anos

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO: RE 363412 BA

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 11 anos

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO: RE 253472 SP - SÃO PAULO

Tribunal Regional Federal da 1ª Região
Jurisprudênciaano passado

Tribunal Regional Federal da 1ª Região TRF-1 - APELAÇÃO CIVEL: AC 100XXXX-76.2018.4.01.3300