jusbrasil.com.br
11 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
  • Controle Concentrado de Constitucionalidade
  • Decisão de mérito
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 2393 AL

Supremo Tribunal Federal
há 19 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

Tribunal Pleno

Partes

REQTE. : GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS

Publicação

Julgamento

Relator

SYDNEY SANCHES

Documentos anexos

Inteiro TeorADI_2393_AL-_13.02.2003.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

DIREITO CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO. REGIME JURÍDICO DE SERVIDOR MILITAR. PRINCÍPIO DA SEPARAÇÃO DE PODERES. PROJETO DE LEI: INICIATIVA. AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE DO PARÁGRAFO 9º DO ARTIGO 63 DA CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DE ALAGOAS, ACRESCENTADO PELA EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 22, DE 26.12.2000, COM ESTE TEOR: "§ 9º. O Chefe do Poder Executivo Estadual, encaminhará à Assembléia Legislativa de Alagoas, no prazo de 45 (quarenta e cinco) dias, da aprovação desta Emenda, para fins de deliberação pelos seus Deputados, de Projeto de Lei que defina, na forma prescrita pela parte final do inciso LXI do art. da Constituição Federal, as transgressões militares a que estão sujeitos os servidores públicos militares do estado de Alagoas".

1. A norma questionada contém vício de inconstitucionalidade formal pois impõe ao Chefe do Poder Executivo, e em prazo determinado, o encaminhamento de projeto de lei, que, segundo a Constituição Federal depende exclusivamente de sua própria iniciativa, por tratar de regime jurídico de servidor público (art. 61, § 1º, letra c).
2. Ação Direta de Inconstitucionalidade julgada procedente. Plenário. Decisão unânime.

Acórdão

O Tribunal, por unanimidade, julgou procedente o pedido formulado na inicial para declarar a inconstitucionalidade do § 9º do artigo 63 da Constituição dos Estado de Alagoas, com a redação imprimida pela Emenda nº 22, de 26 de dezembro de 2000. Votou o Presidente, o Senhor Ministro Marco Aurélio. Falou pelo requerente o Dr. Aluisio Lundgren Corrêa Régis. Ausentes, justificadamente, os Senhores Ministros Celso de Mello e Ilmar Galvão, e, neste julgamento, o Senhor Ministro Nelson Jobim. Plenário, 13.02.2003.

Resumo Estruturado

- INCONSTITUCIONALIDADE, EMENDA ESTADUAL, OCORRÊNCIA, VIOLAÇÃO, PRINCÍPIO CONSTITUCIONAL, INDEPENDÊNCIA DOS PODERES, RESERVA DE INICIATIVA DE LEI, CHEFE, PODER EXECUTIVO // INICIATIVA PRIVATIVA, ELABORAÇÃO, PROJETO DA LEI, REGIME JURÍDICO, SERVIDOR PÚBLICO, IMPOSSIBILIDADE, PODER LEGISLATIVO, ESTIPULAÇÃO, PRAZO, GOVERNADOR, ELABORAÇÃO, NORMA LEGAL, COMPETÊNCIA PRIVATIVA.

Referências Legislativas

  • LEG-FED CF ANO-1988 ART- 00002 ART- 00005 INC-00061 PAR-00001 LET-C LET-F CF-1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL
  • LEG-EST CES ART-00063 PAR-00009 (AL), (INCONSTITUCIONALIDADE).
  • LEG-EST EMC-000022 ANO-2000

Observações

Acórdãos citados: ADI-182-MC (RTJ-133/1037), ADI-546 (RTJ-173/710), ADI-821, ADI-182. Número de páginas: (13). Análise:(DMV). Revisão:(COF). Inclusão: 21/01/04, (SVF). Alteração: 01/07/04, (NT). Alteração: 27/09/2018, PDR.
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/771732/acao-direta-de-inconstitucionalidade-adi-2393-al

Informações relacionadas

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 14 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 3394 AM

Petição - TJSP - Ação Serviços - Apelação / Remessa Necessária

Tribunal de Justiça de São Paulo
Jurisprudênciahá 5 anos

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP: XXXXX-86.2015.8.26.0576 SP XXXXX-86.2015.8.26.0576

Recurso - TJSP - Ação Serviços - Ação Civil Pública Cível

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 25 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 182 RS XXXXX-28.1990.0.01.0000