jusbrasil.com.br
20 de Outubro de 2021
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE : ADI 1571 UF

Supremo Tribunal Federal
há 17 anos
Detalhes da Jurisprudência
Processo
ADI 1571 UF
Órgão Julgador
Tribunal Pleno
Partes
PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, PRESIDENTE DA REPÚBLICA, CONGRESSO NACIONAL
Publicação
DJ 30-04-2004 PP-00027 EMENT VOL-02149-02 PP-00265
Julgamento
10 de Dezembro de 2003
Relator
GILMAR MENDES
Documentos anexos
Inteiro TeorADI_1571_UF-_10.12.2003.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

Ação direta de inconstitucionalidade.

2. Art. 83da Lei no 9.430, de 27.12.1996.
3. Argüição de violação ao art. 129, I da Constituição. Notitia criminis condicionada "à decisão final, na esfera administrativa, sobre a exigência fiscal do crédito tributário".
4. A norma impugnada tem como destinatários os agentes fiscais, em nada afetando a atuação do Ministério Público. É obrigatória, para a autoridade fiscal, a remessa da notitia criminis ao Ministério Público.
5. Decisão que não afeta orientação fixada no HC 81.611. Crime de resultado. Antes de constituído definitivamente o crédito tributário não há justa causa para a ação penal. O Ministério Público pode, entretanto, oferecer denúncia independentemente da comunicação, dita "representação tributária", se, por outros meios, tem conhecimento do lançamento definitivo.
6. Não configurada qualquer limitação à atuação do Ministério Público para propositura da ação penal pública pela prática de crimes contra a ordem tributária.
7. Improcedência da ação

Resumo Estruturado

- CONSTITUCIONALIDADE, DISPOSITIVO, LEI FEDERAL, PREVISÃO, ENCAMINHAMENTO, MINISTÉRIO PÚBLICO, REPRESENTAÇÃO FISCAL, FINS PENAIS, CRIME, ORDEM TRIBUTÁRIA, POSTERIORIDADE, DECISÃO FINAL, ESFERA ADMINISTRATIVA, PROCESSO ADMINISTRATIVO FISCAL, EXIGÊNCIA FISCAL, CRÉDITO TRIBUTÁRIO // AUSÊNCIA, LEI, CONDICIONAMENTO, ATUAÇÃO, MINISTÉRIO PÚBLICO, POSSIBILIDADE, PROPOSITURA, AÇÃO PENAL, INDEPENDÊNCIA, REPRESENTAÇÃO FISCAL, DESTINATÁRIO, NORMA, AGENTE ADMINISTRATIVO-FISCAL. - (FUNDAMENTAÇÃO COMPLEMENTAR), CARACTERIZAÇÃO, REPRESENTAÇÃO FISCAL PARA FINS PENAIS, "NOTITIA CRIMINIS", DESCONFIGURAÇÃO, CONDIÇÃO, OBRIGATORIEDADE, PROPOSITURA, AÇÃO PENAL, HIPÓTESE, AÇÃO PENAL PÚBLICA INCONDICIONADA // AUSÊNCIA, EQUIPARAÇÃO, AÇÃO PENAL PRIVADA, AÇÃO PENAL, SUBORDINAÇÃO, REPRESENTAÇÃO, OFENDIDO, (MIN. SEPÚLVEDA PERTENCE). - (RESSALVA DE ENTENDIMENTO), NECESSIDADE, CONCLUSÃO, PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO-FISCAL, APURAÇÃO, DÉBITO, ANTERIORIDADE, INSTAURAÇÃO, AÇÃO PENAL, AUSÊNCIA, JUSTA CAUSA, OFERECIMENTO, DENÚNCIA, CRIME TRIBUTÁRIO, ANTERIORIDADE, LANÇAMENTO DEFINITIVO, CRÉDITO TRIBUTÁRIO, CONFIGURAÇÃO, CONDIÇÃO OBJETIVA DE PUNIBILIDADE // POSSIBILIDADE, MINISTÉRIO PÚBLICO, OFERECIMENTO, DENÚNCIA, INDEPENDÊNCIA, REPRESENTAÇÃO FISCAL, CONDIÇÃO, EXISTÊNCIA, NOTÍCIA, OCORRÊNCIA, CONSTITUIÇÃO DEFINITIVA, CRÉDITO TRIBUTÁRIO, (MIN. SEPÚLVEDA PERTENCE). - (FUNDAMENTAÇÃO COMPLEMENTAR), PREVISÃO, LEI, OBRIGATORIEDADE, COMUNICAÇÃO, MINISTÉRIO PÚBLICO, FATO, POSSIBILIDADE, ENQUADRAMENTO, CRIME, ATIVIDADE FISCALIZADORA, INICIATIVA, ADMINISTRAÇÃO FISCAL, DEPENDÊNCIA, DECISÃO FINAL, CAMPO ADMINISTRATIVO, (MIN. MARÇO AURÉLIO). - (VOTO VENCIDO), INCONSTITUCIONALIDADE, DISPOSITIVO, LEI, FUNDAMENTO, JULGAMENTO, PRECEDENTE, "HABEAS CORPUS", (MINS. ELLEN GRACIE E CARLOS BRITTO).

Referências Legislativas

Observações

Votação: por maioria, vencidos os Mins. Carlos Britto e Ellen Gracie. Resultado: julgada improcedente a Ação e firmada a constitucionalidade do artigo 83, "caput", da Lei-9430/1996. Acórdãos citados: ADI-1571 , HC-77002, HC-81611; RTJ-167/53), RT-796/492.(RTJ-167/53) Veja: Informativos do STF-286, 326 e 333. N.PP.:(22). Análise:(PCC). Revisão:(JOY). Inclusão: 25/01/05, (MLR). Alteração: 01/02/05, (MLR).
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/769696/acao-direta-de-inconstitucionalidade-adi-1571-uf