jusbrasil.com.br
26 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO: RE 466705 SP

Supremo Tribunal Federal
há 16 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

RE 466705 SP

Órgão Julgador

Primeira Turma

Partes

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO, ADVOCACIA ALBERTO ROLLO S/C, ALBERTO LOPES MENDES ROLLO E OUTRO(A/S), JESUS ADIB ABI CHEDID, LAURO MALHEIROS FILHO, THEOTONIO NEGRÃO, ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - SEÇÃO SÃO PAULO, ANTÔNIO CARLOS MENDES

Publicação

DJ 28-04-2006 PP-00023 EMENT VOL-02230-02 PP-01072 LEXSTF v. 28, n. 329, 2006, p. 288-298

Julgamento

14 de Março de 2006

Relator

SEPÚLVEDA PERTENCE

Documentos anexos

Inteiro TeorRE_466705_SP-_14.03.2006.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

I.

Administração Pública: inexigibilidade de licitação para contratação de serviços de advocacia com sociedade profissional de notória especialização (L. 8.666/93, art. 25, II e § 1º): o acórdão recorrido se cingiu ao exame da singularidade dos serviços contratados, que, à luz de normas infraconstitucionais e da avaliação das provas, entendeu provada: alegada violação do art. 37, I, da Constituição Federal que, se ocorresse, seria reflexa ou indireta, que não enseja reexame no recurso extraordinário: incidência da Súmula 279 e, mutatis mutandis, do princípio da Súmula 636. II. Recurso extraordinário: descabimento: falta de prequestionamento do tema do art. 22, XXVII, da Constituição Federal, de resto, impertinente à decisão da causa, fundada em lei federal.

Decisão

Após os votos dos Ministros Sepúlveda Pertence, Relator, e Eros Grau negando provimento ao recurso extraordinário, pediu vista dos autos o Ministro Carlos Britto. Falou pela Advocacia Alberto Rollo S/C o Dr. Alberto Lopes Mendes Rollo. 1ª Turma, 29.11.2005. Decisão: Renovado o pedido de vista do Ministro Carlos Britto, de acordo com o art. , § 1º, in fine, da Resolução n. 278/2003. 1ª. Turma, 07.02.2006. Decisão: Adiado o julgamento por indicação do Ministro Carlos Britto. Eros Grau. 1a. Turma, 21.02.2006. Decisão: Prosseguindo o julgamento, a Turma negou provimento ao recurso extraordinário. Unânime. 1ª Turma, 14.03.2006.

Resumo Estruturado

- VIDE EMENTA

Referências Legislativas

Observações

N.PP.: 17. Análise: 18/05/2006, PCD. Revisão: 29/05/2006, JOY.
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/761566/recurso-extraordinario-re-466705-sp

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 14 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp 764956 SP 2005/0110664-4

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 14 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp 861566 GO 2006/0119406-5

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 16 anos

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO: RE 466705 SP