jusbrasil.com.br
26 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - HABEAS CORPUS: HC 87662 PE

Supremo Tribunal Federal
há 15 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

HC 87662 PE

Órgão Julgador

Primeira Turma

Partes

ALBERT JOSÉ ANDRADE CANEL, ALCION ALVES CAMILO, SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Publicação

DJ 16-02-2007 PP-00048 EMENT VOL-02264-02 PP-00280 LEXSTF v. 29, n. 339, 2007, p. 417-421

Julgamento

5 de Setembro de 2006

Relator

CARLOS BRITTO

Documentos anexos

Inteiro TeorHC_87662_PE-_05.09.2006.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

HABEAS CORPUS. TRÁFICO DE ENTORPECENTES. NULIDADE DA SENTENÇA CONDENATÓRIA. INSUFICIÊNCIA DAS PROVAS DE ACUSAÇÃO. DEPOIMENTOS PRESTADOS EM JUÍZO POR AUTORIDADES POLICIAIS. VALIDADE. REVOLVIMENTO DO ACERVO FÁTICO-PROBATÓRIO. IMPOSSIBILIDADE.

É da jurisprudência desta Suprema Corte a absoluta validade, enquanto instrumento de prova, do depoimento em juízo (assegurado o contraditório, portanto) de autoridade policial que presidiu o inquérito policial ou que presenciou o momento do flagrante. Isto porque a simples condição de ser o depoente autoridade policial não se traduz na sua automática suspeição ou na absoluta imprestabilidade de suas informações. Tratando-se de sentença condenatória escorada não apenas nos depoimentos prestados em Juízo pelos policiais, como também nos esclarecimentos feitos pelas próprias testemunhas da defesa, não é possível rever todo o acervo fático-probatório do feito criminal para perquirir se as provas a que se referiu o magistrado de primeira instância são ou não suficientes para produzir uma condenação. O habeas corpus, enquanto remédio constitucional, cumpre a função de pronto socorro à liberdade de locomoção. Daí que o manejo dessa via expressa ou por atalho passe a exigir do acionante a comprovação, de pronto, da ilegalidade ou abusividade de poder imputada à autoridade coatora. Ordem denegada.

Decisão

A Turma indeferiu o pedido de habeas corpus. Unânime. 1ª. Turma, 05.09.2006.

Resumo Estruturado

- VIDE EMENTA E INDEXAÇÃO PARCIAL: AUSÊNCIA, NULIDADE, SENTENÇA CONDENATÓRIA, DECORRÊNCIA, SUFICIÊNCIA, PROVA. INAPLICABILIDADE, PRINCÍPIO "IN DUBIO PRO REO", INOCORRÊNCIA, PROVA INCERTA, PROVA DUVIDOSA. - INVIABILIDADE, SENTENÇA CONDENATÓRIA, FUNDAMENTAÇÃO, EXCLUSIVIDADE, PROVA, OBTENÇÃO, FASE INQUISITORIAL, DECORRÊNCIA, NECESSIDADE, OBERVÂNCIA, PRINCÍPIO, CONTRADITÓRIO, AMPLA DEFESA.

Referências Legislativas

Observações

- Acórdãos citados: HC 51577, HC 67648, HC 67917, HC73000, HC 76381, HC 76557, HC 78133, RE 287658. N.PP.: 9. Análise: 06/03/2007, NAL.
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/759768/habeas-corpus-hc-87662-pe

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Criminal: APR 10460180022077001 MG

Superior Tribunal de Justiça STJ - HABEAS CORPUS: HC 660304 RO 2021/0114143-0

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 9 anos

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Criminal: APR 0102973-08.2011.8.13.0035 MG

Tribunal de Justiça do Estado da Bahia
Jurisprudênciahá 6 anos

Tribunal de Justiça do Estado da Bahia TJ-BA - Apelação: APL 0304164-14.2014.8.05.0103

Tribunal de Justiça do Mato Grosso
Jurisprudênciahá 3 meses

Tribunal de Justiça do Mato Grosso TJ-MT: 0000394-75.2009.8.11.0077 MT