jusbrasil.com.br
25 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 3694 AP

Supremo Tribunal Federal
há 16 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

ADI 3694 AP

Órgão Julgador

Tribunal Pleno

Partes

CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, ROBERTO ANTÔNIO BUSATO, GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAPÁ, ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO AMAPÁ

Publicação

DJ 06-11-2006 PP-00030 EMENT VOL-02254-01 PP-00182 RDDT n. 136, 2007, p. 221

Julgamento

20 de Setembro de 2006

Relator

SEPÚLVEDA PERTENCE

Documentos anexos

Inteiro TeorADI_3694_AP-_20.09.2006.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

I.

Ação direta de inconstitucionalidade: L. 959, do Estado do Amapá, publicada no DOE de 30.12. 2006, que dispõe sobre custas judiciais e emolumentos de serviços notariais e de registros públicos, cujo art. 47 - impugnado - determina que a "lei entrará em vigor no dia 1º de janeiro de 2006": procedência, em parte, para dar interpretação conforme à Constituição ao dispositivos questionado e declarar que, apesar de estar em vigor a partir de 1º de janeiro de 2006, a eficácia dessa norma, em relação aos dispositivos que aumentam ou instituem novas custas e emolumentos, se iniciará somente após 90 dias da sua publicação. II. Custas e emolumentos: serventias judiciais e extrajudiciais: natureza jurídica. É da jurisprudência do Tribunal que as custas e os emolumentos judiciais ou extrajudiciais tem caráter tributário de taxa. III. Lei tributária: prazo nonagesimal. Uma vez que o caso trata de taxas, devem observar-se as limitações constitucionais ao poder de tributar, dentre essas, a prevista no art. 150, III, c, com a redação dada pela EC 42/03 - prazo nonagesimal para que a lei tributária se torne eficaz.

Decisão

O Tribunal, por unanimidade, julgou parcialmente procedente a ação direta, nos termos do voto do Relator. Votou o Presidente, Ministro Gilmar Mendes (Vice-Presidente). Ausentes, justificadamente, as Senhoras Ministras Ellen Gracie (Presidente) e Cármen Lúcia. Plenário, 20.09.2006.

Resumo Estruturado

- VIDE EMENTA E INDEXAÇÃO PARCIAL: DESCABIMENTO, ALEGAÇÃO, NORMA DE EFEITO CONCRETO, ATO IMPUGNADO, PREENCHIMENTO, REQUISITO, GENERALIDADE, ABSTRAÇÃO, IMPESSOALIDADE. - APLICABILIDADE, PRINCÍPIO DA ANTERIORIDADE NONAGESIMAL, NORMA, CRIAÇÃO, AUMENTO, TRIBUTO. DIFERENCIAÇÃO, VIGÊNCIA, EFICÁCIA, NORMA.

Doutrina

  • Obra: DIREITO TRIBUTÁRIO BRASILEIRO
  • Autor: ALIOMAR BALEEIRO, ATUALIZADO POR MISABEL DERZI
  • Obra: PROCESSO CONSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO DE LEIS
  • Autor: JOSÉ AFONSO DA SILVA

Referências Legislativas

Observações

- Acórdãos citados: Rp 1094 (RTJ 141/430), Rp 1194 (RTJ 115/1076), ADI 1444 MC (RTJ 166/896). N.PP.: 9. Análise: 16/11/2006, RMO. Revisão: 30/05/2007, JOY.
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/759520/acao-direta-de-inconstitucionalidade-adi-3694-ap

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 12 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp 1107543 SP 2008/0283001-7

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 15 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 3669 DF

Renan Marins, Advogado
Notíciashá 5 anos

A gratuidade de escrituras de separações e divórcio

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp 1988793 SP 2021/0303454-4

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 9 meses

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 6671 PR