jusbrasil.com.br
26 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - MEDIDA CAUTELAR NA AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI-MC 1659 UF

Supremo Tribunal Federal
há 24 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

ADI-MC 1659 UF

Órgão Julgador

Tribunal Pleno

Partes

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI, LÚCIA MARIA RONDON LINHARES E OUTROS, PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Publicação

DJ 08-05-1998 PP-00002 EMENT VOL-01909-01 PP-00040

Julgamento

27 de Novembro de 1997

Relator

MOREIRA ALVES

Documentos anexos

Inteiro TeorADI-MC_1659_UF-_27.11.1997.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

Ação direta de inconstitucionalidade. Medida liminar

. - Já se firmou a jurisprudência desta Corte (assim, nas ADIMCs 1204, 1370 e 1636) no sentido de que, quando Medida Provisória ainda pendente de apreciação pelo Congresso nacional é revogada por outra, fica suspensa a eficácia da que foi objeto de revogação até que haja pronunciamento do Poder Legislativo sobre a Medida Provisória revogadora, a qual, se convertida em lei, tornará definitiva a revogação; se não o for, retomará os seus efeitos a Medida Provisória revogada pelo período que ainda lhe restava para vigorar
. - Relevância da fundamentação jurídica da argüição de inconstitucionalidade do § 2º do artigo 22 da Lei 8.212/91 na redação dada pela Medida Provisória 1.523-13 e mantida pela Medida Provisória 1.596-14. Ocorrência do requisito da conveniência da suspensão de sua eficácia. Suspensão do processo desta ação quanto às alíneas d e e do § 9º do artigo 28 da Lei 8.212/91 na redação mantida pela Medida Provisória 1.523-13, de 23.10.97. Liminar deferida para suspender a eficácia "ex nunc", do § 2º do artigo 22 da mesma Lei na redação dada pela Medida Provisória 1.596-14, de 10.11.97.

Resumo Estruturado

CT0910, AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE, MEDIDA CAUTELAR, SUSPENSÃO, CONGRESSO NACIONAL, APRECIAÇAO, PRAZO, DE CURSO, ANTERIORIDADE, MEDIDA PROVISORIA, REDAÇAO, REVOGAÇAO TR1274, CONTRIBUIÇÃO SOCIAL, BASE DE CÁLCULO, INTEGRAÇAO, ABONOS, PARCELAS INDENIZATÓRIAS, REFERENCIA, DISPOSITIVO, SUSPENSÃO, MEDIDA CAUTELAR, DEFERIMENTO CT1117, MEDIDA PROVISÓRIA, EFICÁCIA, SUSPENSÃO, CONVENIENCIA, REQUISITO, OCORRENCIA

Referências Legislativas

Observações

Votação: Unânime. Resultado: Deferida em parte e suspensão do processo em parte. Veja ADIMC-1204, RTJ-157/856, ADIMC-1370, ADIMC-1636. N.PP.:(25). Análise:(RCO). Revisão:(JBM/AAF). Inclusão: 22/05/98, (SVF). Alteração: 13/10/00, (MLR).
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/741603/medida-cautelar-na-acao-direta-de-inconstitucionalidade-adi-mc-1659-uf

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 9 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO ESPECIAL: AgRg no REsp 1233729 SC 2011/0021489-5

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 17 anos

Supremo Tribunal Federal STF - INQUÉRITO: Inq 1024 PR

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 16 anos

Supremo Tribunal Federal STF - HABEAS CORPUS: HC 89417 RO

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 4 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 5526 DF

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 28 anos

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO: RE 167598 DF