jusbrasil.com.br
25 de Junho de 2022
  • 2º Grau
  • Controle Concentrado de Constitucionalidade
  • Decisão de mérito
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 239 RJ

Supremo Tribunal Federal
há 8 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

ADI 239 RJ

Órgão Julgador

Tribunal Pleno

Partes

REQTE.(S) : GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, INTDO.(A/S) : ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Publicação

30/10/2014

Julgamento

19 de Fevereiro de 2014

Relator

DIAS TOFFOLI

Documentos anexos

Inteiro TeorADI_239_RJ_1419600356410.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

EMENTA Ação direta de inconstitucionalidade. Artigo 90, § 3º, da Constituição do Estado do Rio de Janeiro. Disponibilidade remunerada dos servidores públicos. Edição da EC nº 19/98. Substancial alteração do parâmetro de controle. Artigo 41, § 3º, da Constituição Federal. Não ocorrência de prejuízo. Fixação de prazo para aproveitamento do servidor. Inconstitucionalidade. Integralidade da remuneração. Não recepção pela EC nº 19/98.
1. A Emenda Constitucional nº 19/98 alterou substancialmente parte do art. 41, § 3º, da Constituição Federal, o qual figura como paradigma de controle na ação. Necessidade de adoção de dois juízos subsequentes pelo Tribunal. O primeiro entre o preceito impugnado e o texto constitucional vigente na propositura da ação, com o fim de se averiguar a existência de compatibilidade entre ambos (juízo de constitucionalidade). Já o segundo entre o dispositivo questionado e o parâmetro alterado (atualmente em vigor), com o escopo de se atestar sua eventual recepção pelo texto constitucional superveniente.
2. A imposição do prazo de um ano para aproveitamento do servidor em disponibilidade ofende materialmente a Carta Federal, pois consiste em obrigação criada pelo Poder Legislativo que não decorre direta ou indiretamente dos pressupostos essenciais à aplicação do instituto da disponibilidade definidos na Constituição da Republica (art. 41, § 3º), e, principalmente, porque não condiz com o postulado da independência dos Poderes instituídos, ainda que em sede do primeiro exercício do poder constituinte decorrente.
3. O art. 41, § 3º, da Constituição Federal, na sua redação originária, era silente em relação ao quantum da remuneração que seria devida ao servidor posto em disponibilidade. Esse vácuo normativo até então existente autorizava os estados a legislar sobre a matéria, assegurando a integralidade remuneratória aos seus servidores. Contudo, a modificação trazida pela EC 19/98 suplantou a previsão contida na Carta estadual, pois passou a determinar, expressamente, que a remuneração do servidor em disponibilidade seria proporcional ao tempo de serviço.
4. Ação direta julgada parcialmente procedente.

Decisão

O Tribunal, por unanimidade e nos termos do voto do Relator, julgou parcialmente procedente a ação direta para declarar a inconstitucionalidade da expressão “pelo prazo máximo de um ano”, contida no art. 90, § 3º, da Constituição do Estado do Rio de Janeiro, e reconhecer a não recepção da expressão “com vencimentos e vantagens integrais”, contida no mesmo dispositivo, pela Constituição Federal de 1988, tendo em vista a redação dada ao dispositivo constitucional paradigma pela EC nº 19, de 4 de junho de 1998. Votou o Presidente, Ministro Joaquim Barbosa. Ausente, neste julgamento, o Ministro Marco Aurélio. Plenário, 19.02.2014.

Acórdão

O Tribunal, por unanimidade e nos termos do voto do Relator, julgou parcialmente procedente a ação direta para declarar a inconstitucionalidade da expressão “pelo prazo máximo de um ano”, contida no art. 90, § 3º, da Constituição do Estado do Rio de Janeiro, e reconhecer a não recepção da expressão “com vencimentos e vantagens integrais”, contida no mesmo dispositivo, pela Constituição Federal de 1988, tendo em vista a redação dada ao dispositivo constitucional paradigma pela EC nº 19, de 4 de junho de 1998. Votou o Presidente, Ministro Joaquim Barbosa. Ausente, neste julgamento, o Ministro Marco Aurélio. Plenário, 19.02.2014.

Resumo Estruturado

- SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (STF), EVOLUÇÃO, ENTENDIMENTO, PREJUDICIALIDADE, DECORRÊNCIA, ALTERAÇÃO, SUPERVENIÊNCIA, CONSTITUIÇÃO FEDERAL, DURAÇÃO, AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE. INÍCIO, ENTENDIMENTO, PREJUDICIALIDADE, AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE. ATUALIDADE, ADMISSIBILIDADE, CONTINUIDADE, AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE, FINALIDADE, VERIFICAÇÃO, COMPATIBILIDADE, ATO NORMATIVO, IMPUGNAÇÃO, TEXTO, DISPOSITIVO, CONSTITUIÇÃO FEDERAL, VIGÊNCIA, MOMENTO, AJUIZAMENTO, AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE, MOMENTO POSTERIOR, VERIFICAÇÃO, COMPATIBILIDADE, DISPOSITIVO, CONSTITUIÇÃO FEDERAL, NOVIDADE, REDAÇÃO DADA, EMENDA CONSTITUCIONAL.

Referências Legislativas

Observações

- Acórdão (s) citado (s): (ADI, ALTERAÇÃO, SUPERVENIÊNCIA, CONSTITUIÇÃO FEDERAL) ADI 94 (TP), ADI 509 (TP), ADI 2158 (TP), ADI 2189 (TP). (NÃO RECEPÇÃO, LEI, CONSTITUIÇÃO) ADPF 130 (TP), ADI 2 (1ªT), ADPF 156 (TP). (ADPF, FUNGIBILIDADE, ADI) ADI 4105 MC (TP), ADI 4180 MC-REF (TP). (INSTITUTO JURÍDICO, DISPONIBILIDADE REMUNERADA) Pet 999 MC (TP). (FIXAÇÃO, PRAZO, APROVEITAMENTO, SERVIDOR PÚBLICO, PRINCÍPIO DA INDEPENDÊNCIA DOS PODERES) ADI 1255 (TP). (PROPORCIONALIDADE, REMUNERAÇÃO, SERVIDOR PÚBLICO, DISPONIBILIDADE REMUNERADA) ADI 313 (TP). Número de páginas: 21. Análise: 12/11/2014, IVA.
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/25342594/acao-direta-de-inconstitucionalidade-adi-239-rj

Informações relacionadas

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 30 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 309 DF

Flávia Teixeira Ortega, Advogado
Notíciashá 4 anos

A inconstitucionalidade superveniente é admitida no Brasil?

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 2 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 5856 MG

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 3 anos

Supremo Tribunal Federal STF - ARGUIÇÃO DE DESCUMPRIMENTO DE PRECEITO FUNDAMENTAL: ADPF 364 SP

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 3 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 6087 AM