jusbrasil.com.br
10 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 2223 DF

Supremo Tribunal Federal
há 18 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Partes

DISTRITO FEDERAL, MIN. MARCO AURÉLIO, PARTIDO DOS TRABALHADORES - PT, ALBERTO MOREIRA RODRIGUES E OUTROS, PRESIDENTE DA REPÚBLICA, CONGRESSO NACIONAL

Publicação

Julgamento

Relator

Min. MARCO AURÉLIO
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Decisão

AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE - PREJUÍZO.1. Tanto a Advocacia-Geral da União quanto a Procuradoria Geral da República manifestaram-se pelo prejuízo do pleito formulado na ação direta de inconstitucionalidade. A premissa mostra-se única: a alteração do dispositivo constitucional de referência - o artigo 192 da Carta Federal, presente a Emenda Constitucional nº 40/2003. O requerente, instado a pronunciar-se, quedou silente.2. Procede o prejuízo aventado. Com a Emenda Constitucional nº 40/2003, alterou-se o artigo 192 do Diploma Maior, argüido como inobservado, revogando-se os incisos e alíneas e parágrafos. Vale dizer que, no texto constitucional, já não mais se alude ao resseguro.3. Ante o quadro, declaro o prejuízo do pedido inserto na inicial.4. Publique-se.Brasília, 2 de setembro de 2004.Ministro Março Aurélio Relator

Referências Legislativas

  • CF ANO-1988 ART- 00192 REDAÇÃO DADA PELA EMC-40/2003
  • EMC-000040 ANO-2003
  • CF ANO-1988 ART- 00192 REDAÇÃO DADA PELA EMC-40/2003

Observações

Legislação feita por:(LVR).
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/14796769/acao-direta-de-inconstitucionalidade-adi-2223-df-stf