jusbrasil.com.br
19 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO: RE 567985 MT

Supremo Tribunal Federal
há 13 anos
Detalhes da Jurisprudência
Processo
RE 567985 MT
Partes
INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS, JOSÉ ALVES DE SOUZA, ALZIRA MARIA DE OLIVEIRA SOUZA, GISELDA NATALIA DE SOUZA WINCK ROCHA E OUTRO(A/S), UNIÃO, ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO, DEFENSORIA PÚBLICA-GERAL DA UNIÃO, ANIS - INSTITUTO DE BIOÉTICA, DIREITOS HUMANOS E GÊNERO, JOELSON DIAS E OUTRO(A/S)
Publicação
DJe-024 DIVULG 04/02/2009 PUBLIC 05/02/2009
Julgamento
2 de Dezembro de 2008
Relator
Min. MARCO AURÉLIO
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Decisão

Petição/STF nº 168.662/2008 RECURSO EXTRAORDINÁRIO ' REPERCUSSÃO GERAL ' DECISÃO ÚNICA ' AUDIÇÃO DE TERCEIROS ' OPORTUNIDADE. 1. Eis as informações prestadas pelo Gabinete: Anis ' Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero requer a admissão no processo como amicus curiae. Sustenta ser entidade que atua nos contextos de proteção das garantias individuais, dos direitos fundamentais e no fortalecimento da democracia.Afirma ter sido admitida como amicus curiae nas Ações de Descumprimento de Preceito Fundamental nºs 54, da relatoria de Vossa Excelência, e 132, relator ministro Carlos Ayres Britto, e na Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 3.510, também relatada pelo ministro Carlos Ayres Britto. Aponta estar em discussão no extraordinário a garantia da igualdade entre os idosos e as pessoas pobres portadoras de deficiência, tendo em vista as possíveis interpretações do § 3º do artigo 20 da Lei nº 8.742/93, que regulamenta o benefício de prestação continuada. Alega que, em parceria com a Universidade de Brasília, é uma entidade de referência na América Latina para o tema da deficiência. Tece considerações sobre o currículo da Professora Debora Diniz, fundadora da requerente, e do Pesquisador Marcelo Medeiros. Por fim, apresenta procuração, atos constitutivos e memorial. O Tribunal, em 9 de fevereiro de 2008, reconheceu a existência de repercussão geral na matéria constitucional suscitada ' cópia do ato anexa. O processo está no Gabinete, com parecer da Procuradoria Geral da República pelo não-conhecimento do extraordinário e, caso conhecido, pelo respectivo desprovimento. 2. Há de tomar-se com flexibilidade pedidos visando à admissão de terceiros em processo revelador de recurso extraordinário interposto após a vigência do sistema da repercussão geral. É que o julgamento pelo Supremo se mostrará único, repercutindo em um sem-número de relações jurídicas. 3. Defiro o pleito de participação do Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero ' Anis como terceiro. 4. Publiquem. Brasília, 2 de dezembro de 2008. Ministro MARÇO AURÉLIO Relator

Referências Legislativas

Observações

Legislação feita por:(ERR).
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/14768037/recurso-extraordinario-re-567985-mt-stf

Informações relacionadas

VALTER DOS  SANTOS, Professor
Artigoshá 2 anos

Justiça estende o BPC para a família de aposentado do INSS (renda nula)

Rafael Gonçalves, Advogado
Artigoshá 5 anos

O Voto do Min. Marco Aurélio Mello na ADPF Nº 54 como expressão de aplicação da teoria da integridade de Ronald Dworkin

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 9 anos

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO: RE 567985 MT