jusbrasil.com.br
27 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO: ARE 1341229 SP 1007857-33.2020.8.26.0664

Supremo Tribunal Federal
há 8 meses

Detalhes da Jurisprudência

Partes

RECTE.(S) : ROBERTO MANTOVANI, RECDO.(A/S) : ESTADO DE SÃO PAULO

Publicação

03/11/2021

Julgamento

28 de Outubro de 2021

Relator

ROBERTO BARROSO

Documentos anexos

Inteiro TeorSTF_ARE_1341229_d9916.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Decisão

DECISÃO: Trata-se de recurso extraordinário com agravo interposto contra acórdão assim ementado: “SERVIDOR (A) PÚBLICO (A) ESTADUALAPOSENTADO (A) Contribuição Previdenciária Déficit atuarial Sentença de improcedência Inconformismo da parte autora. Não há que se falar em afastamento da cobrança previdenciária que exceder ao valor salário mínimo sobre proventos de aposentadoria do (a) servidor (a) aposentado (a),por aplicação do artigo 149, § 1º-A, da CF, art. , § 1º, da EC nº 103/19, art. , § 2º da LCE nº 1.012/07 e Decreto Estadual nº 65.021/20 (que apenas regulamenta a matéria prevista na LC nº 1.354/20, art. 31) Medida visando ao equilíbrio do sistema previdenciário Não cabe ao Poder Judiciário reduzir ou suprimir alíquota de contribuição previdenciária prevista em lei Sentença de improcedência que não merece qualquer reparo. Sentença que julgou improcedente o pedido deve ser mantida por seus próprios fundamentos Recurso a que se nega provimento.” O recurso busca fundamento no art. 102, III, a, da Constituição Federal. A parte recorrente alega violação aos arts. 40, § 18 e 149, § 1º-A, todos da CF. Sustenta, em essência, que a questão “a ser dirimida no presente, gira em torno da omissão da norma constitucional gravada no artigo 149, § 1º-A, e Art. 40, § 18, da CF/88, acerca de exigir da Administração Pública o dever ou não de divulgar publicamente o cálculo atuarial para efeito de recolher contribuição previdenciária dos inativos e pensionistas sobre aquilo que exceder um salário mínimo nacional nos respectivos proventos, benefícios e pensões”. O Supremo Tribunal Federal, nas ADIs 6254, 6255, 6258, 6271 e 6367, apreciará a constitucionalidade de dispositivos da Emenda Constitucional nº 103, de 12 de novembro de 2019, que altera o sistema de previdência social e estabelece regras de transição e disposições transitórias. Diante do exposto, determino o sobrestamento do recurso até o julgamento das ADI 6254, 6255, 6258, 6271 e 6367. Aguarde-se na Secretaria. Publique-se. Brasília, 28 de outubro de 2021. Ministro LUÍS ROBERTO BARROSO Relator
Disponível em: https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1310325589/recurso-extraordinario-com-agravo-are-1341229-sp-1007857-3320208260664

Informações relacionadas

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO: ARE 1341229 SP 1007857-33.2020.8.26.0664

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
Jurisprudênciahá 13 anos

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 103 RJ 2008.007.00103

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 3 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 6254 DF - DISTRITO FEDERAL 0033118-14.2019.1.00.0000

Supremo Tribunal Federal
Notíciashá 3 anos

STF recebe as primeiras ações contra a Reforma da Previdência

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 2 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: ADI 6254 DF 0033118-14.2019.1.00.0000